sábado, 17 de março de 2012

Recomeçar do Zero - I

Livros Borboletas Book Butterflies


O dia começa cedo; às 5 horas da manhã toca o despertador, mas ao contrário daquilo que a hora possa fazer parecer, não custa assim tanto a levantar. Às 5 horas e 40 minutos aguardo a chegada da boleia que me há-de levar ao local de trabalho. Uma viagem de cerca de 45 minutos. O horário de entrada não é fixo. Posso começar entre as 6 horas e as 8 horas. Para almoçar também existe flexibilidade. No mínimo é obrigatória uma paragem de 45 minutos. Qualquer minuto a menos não será pago. No máximo pudemos parar durante 2 horas e meia. De manhã há uma pausa de 10 minutos, às 9 horas, paga pela empresa. Há tarde há outra, paga pelo trabalhador, também de 10 minutos, às 15h. A hora de saída será em função das horas de entrada, e das horas de almoço. Por mês podemos ter um saldo negativo de 10 horas, no máximo, e um saldo positivo de 20 horas, no máximo. Para além disso terão que ser compensadas as negativas no mês seguinte, sob pena de serem descontadas ao salário, ou outras sanções caso o trabalhador seja avisado e continue em falta. E terão que ser gozadas as positivas. Além destas 20 horas a mais, podem ser feitas mais horas - pagas ou gozadas igualmente em dias, desde que previamente autorizadas. Noutras contas, podem ser feitas 4 horas no Sábado no período entre as 6 horas e as 13 horas, e o mesmo no Domingo - horas que serão pagas se pedido pelo trabalhador e aceite pelo empregador, ou vice-versa. Ou então gozadas em dias - ao contrário das 20 horas referidas anteriormente, estas podem ser juntas em dias de férias não importa quando.


[continua noutros posts a escrever depois]

5 comentários :

  1. Recomeçar do zero... É mesmo isso. Estou certo de que correrá tudo bem. Muita força!

    ResponderEliminar
  2. Jurava que já cá tinha deixado um comentário mas deve ter-se perdido neste imenso espaço virtual :(
    Que corra tudo muito bem, André! Que seja um óptimo recomeço.
    Beijo

    ResponderEliminar
  3. É afinal o tal "banco de horas" de que se fala por aqui...

    ResponderEliminar
  4. Recomeçar do zero é difícil mas talvez assim possa construir a vida de novo.
    Desejo-lhe boa vida, André. Se tem rinite a Suiça dos poléns não é o pais ideal. Trate a rinite dá dores de cabeça e pode ser causa de insónias.
    Recomece, aprecie cada momento como se nunca tivesse visto essa luz, esse verde, essas flores e casas arrumadinhas, essa neve nos cumes.
    E qdo se sentir injustiçado, com saudades, longe deste país saiba que há mtos portugueses a virem aqui e que não está sozinho.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...