terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Dois Dedos de Testa: Clara Ferreira Alves sobre a austeridade e seus efeitos...




Dois dedos de testa é coisa que de facto não têm. Mas duas polegadas de língua para lamberem a mão ao dono... Isso talvez se arranje...

A propósito deste post, recebi alguns e-mails de pessoas que não se queriam identificar por receio. Uma dessas pessoas pediu que publicasse o seu e-mail, que transcrevo, sem qualquer edição ou alteração, ocultando apenas com ********* um nome:

O que me espanta mais nisto tudo é o resto da Europa -tirando a Grécia obviamente- não vê/não quer ver que a senhora(?) Angela Merkel está a dar cabo dos países da zona Euro que passam por mais dificuldades para beneficio próprio, leia-se da Alemanha.


Infelizmente concordo com ********* quando diz que: "vivemos debaixo do terrorismo da ditadura(..)" Eu comparo a actual Alemanha com a Alemanha de Hitler, mas com uma enorme diferença, a Merkel não se importa com os meninos louros de olhos azuis... Preocupa-se, isso sim, em tornar a Alemanha e os seus aliados cada vez mais ricos à custa de países que foram vitimas de más gestões e de corrupção nas últimas décadas. É evidente que a Merkel não manda milhões de pessoas para campos de concentração, manda-as, sem esperança, para as ruas dos seus países degradados por um fascismo estupidamente capitalista em pleno séc XXI.


Ainda à dias ouvi alguém dizer, e passo a citar: "Mesmo que tirássemos de lá o senhor(????)Passos Coelho o próximo iria ser igual. A única situação que estou a ver, é alguém fuzilar o Sócrates, como aviso ao actual 1ºMinistro. Se isto acontecesse de certeza que o Coelho iria olhar mais para o povo e menos para o seu umbigo..." Acrescento eu, "só ao Sócrates?"

Como sabe quem leu, o texto original do post foi apagado, restanto apenas o título e um aviso, a pedido da pessoa que era autora do texto, por medo que o mesmo chegasse a alguma chefia na Grécia (o texto estava escrito em inglês), e sofresse represálias por isso. Na Grécia vive-se já num clima de medo - ou de terror, para utilizar as palavras que constavam no texto. Aqui vive-se entre o receio e o medo... Quem quiser pode sempre enviar-me e-mails (está indicado no perfil) nem que seja para desabafar. Talvez chegue o dia em que - por questões de segurança - tenha que os apagar depois de lidos. Por enquanto ainda não o faço.

4 comentários :

  1. Liberdade de expressão é o pouco que nos resta do 25 de Abril.
    O pessoal também já está a poupar nela? Pobre povo!(também gosto de pontos de exclamação!!!)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Chego à conclusão que muitos nunca deixaram de poupar... Pobre, mesmo pobre, como o querem os (des)governantes...

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...