domingo, 11 de setembro de 2011

11 de Setembro de 2001



Foi pouco antes de o segundo avião embater contra as torres gémeas do World Trade Center, a torre Sul, conforme se pode ver na sequência de imagens acima, que liguei a televisão no dia 11 de Setembro de 2001. Ainda o jornalista falava na hipótese de um acidente. A primeira coisa que pensei foi que algum avião tinha sido sequestrado. Mas não imaginava que outro avião pudesse estar prestes a embater contra a outra torre gémea. Foi o que aconteceu. Eu estava de férias, tinha-me levantado havia poucos minutos, e ainda tinha vestido o pijama, e tinha acabado de fazer umas sandes para comer. Foi o que fui fazendo enquanto assistia ao noticiário que se prolongou pela tarde, estupefacto. E naquele momento já não me parecia um ataque terrorista; recordo antes que pensei (e escrevi nas notas do diário da altura): «uma vez mais a realidade ultrapassa a ficção». Quando vejo as imagens, em fotografias ou documentários, continua a parecer-me ficção. Infelizmente, os acontecimentos do 11 de Setembro de 2001, foram demasiado reais. E aquilo que até àquela data era uma dúvida para mim, desfez-se. O ser humano não tem salvação possível. Seremos os nossos próprios carrascos.

Post-Scriptum: um outro 11 de Setembro a relembrar: 11 de Setembro de 1973.

4 comentários :

  1. eu estava em casa, e além de desempregado estava estupefacto com a irrealidade. lembro-me de me ter arrepiado, ficado sem capacidade de reação e de ter chorado. ouvir vozes a despedirem-se ou ver pessoas a atirassem-se pelas janelas ainda é algo que não consigo suportar.

    ResponderEliminar
  2. Zoninho, eu nem sei dizer que reacção tive, emocionalmente falando, pois estava simplesmente estupefacto. Abraço.

    ResponderEliminar
  3. As situações vividas por cada um de nós nessa altura, penso que jamais serão esquecidas, e têm obrigatoriamente em comum, um sentimento de revolta e de espanto.

    ResponderEliminar
  4. Pinguim, todos os que assitimos àqueles acontecimentos recordamos onde estávamos e o que fazíamos. No momento foi uma sensação de incredulidade... (Parecia tão irreal)

    Abraço.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...