terça-feira, 9 de agosto de 2011

London Riots - Citação, 7



«I think this is about sheer criminality.

»That is what we have seen on the streets. The violence we've seen, the looting we've seen, the thuggery we've seen - this is sheer criminality, and let's make no bones about it.

»That's why I say that these people will be brought to justice, they will be made to face the consequences of their actions and I call on all members of local communities to work with the police constructively to help the police to bring these criminals to justice.

»Once again, I would like to pay tribute to the bravery of the police officers who put themselves in harm's way to protect the public, their property and local businesses.»

Theresa May - Julga que isto não passa de pura criminalidade.




Theresa May pensa que isto não passa de pura criminalidade. A direita julga que isto não passa de culpa da esquerda, e a esquerda julga que isto não passa de culpa da direita. A direita precisa de julgar que a esquerda existe, para existir. E a esquerda precisa de julgar que a direita existe, para existir. Para dançar o tango, são precisos dois. Ou pelo menos precisam de fingir que julgam que o outro existe, para que as pessoas pensem que existem mesmo. Exceptuam-se a blogosfera e os idealistas - outra forma de dizer lunáticos. 

Não, Theresa May, isto não é apenas pura criminalidade. Isto é um barril de pólvora que mais dia menos dia vai rebentar. Só precisa do rastilho certo. Pode não ser hoje, não ser amanhã, nem depois. Mas como em tudo, a cada dia que passa, o dia em que será fica mais próximo.

Theresa May, e os políticos e líderes - ou aquilo que temos* - da Europa têm que tirar a cabeça da areia onde a enfiaram. Porque se não a tirarem, a cada dia que passa ela enterra-se e afunda-se mais. Não, não falo das vossas cabeças: é mesmo da Europa.



*Não irei tão longe quanto Joseph de Maistre: Cada povo tem o governo que merece.

4 comentários :

  1. Tens mais que razão, e vou citar-te no meu blog.

    ResponderEliminar
  2. É isso que sinto: estamos sentados num barril de pólvora que, mais tarde ou mais cedo, nos vai mandar pelos ares. E a cegueira é tanta que até dói.

    ResponderEliminar
  3. Olá Elisabete. Penso que chamar a estes acontecimentos «pura criminalidade» é acreditar que as coisas acontecem por acaso. Mas nada acontece por acaso. É isso mesmo, a cegueira é tanta que até dói. Ou pior que isso, são cegos porque lhes convém aos seus rabos gordos que estão sentados no poder, a cegueira. Talvez um dia acordem. Só tenho pena que as vítimas destes motins sejam pessoas que não tenham culpa nenhuma... Enfim... Beijinhos

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...