quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Amigos. «Que é um amigo? Uma única alma habitando dois corpos.»

Figuras de Banda Desenhada

Hoje dei comigo - isto de estar a ficar choné tem destas coisas - damos connosco - a remexer nas estantes, passando as mãos pelos livros, como quem acarinha um retrato antigo como se acarinhasse um antigo amigo. Olho para eles - e já não sei porque nos amámos tanto - busco no fundo de mim um motivo para tanto nos termos querido - e para tanto nos estranharmos.

Entre os milhares - sim, são mais que mil, portanto são milhares - devem rondar os dois mil, não sei, há muitos anos que lhes perdi a conta - reencontrei um que um dia comprei para oferecer - e lá estava, escrito na contra-capa a frase atribuída a Aristóteles - na obra Vidas dos Filósofos Eminentes de Diógenes Laércio - Que é um amigo? Uma única alma habitando dois corpos. Comprei-o para oferecer àquele que para sempre ficará com o título de melhor amigo - embora já não me seja nada - mas - melhor amigo é como primeiro amor - não há como mudar. 

E ficou para sempre por oferecer. Mas quem disse que os filósofos estavam certos? - não há verdade, só há caminho. O Platão - ou o Sócrates? - também tinha uma tirada sobre essa das almas habitando mais que um corpo. Temo que ambos estivessem errados. Para minha - nossa - pena e desespero. É isto, a vida humana, uma sucessão de absurdos para os quais tentamos encontrar uma razão. E tudo o que pudemos fazer é ir dizendo Adeus! àqueles com quem nos cruzamos - no caminho da vida.

Sem comentários :

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...