terça-feira, 20 de janeiro de 2015

«Tomorrow Is Another Day, But Tonight Is Still Yesterday»*



*Adulteração autorizada da frase dita por amigo que prefere quedar-se pelo anonimato. AVISO: Este é apenas mais um post que vai por aí, pelos montes e vales, mares e montanhas, sem destino, perdido - perdido, não por não saber onde está, mas por não saber para onde quer ir. E como dizia o Gato a Alice...

Podia passar a eternidade a ouvir e-ternamente Paul McCartney - Ou Leonard Cohen - The Beatles - Pink Floyd - Queen - Jeff Buckley - Led Zepplin - podia ficar e-ternamente a ouvir esta música. Ou apenas o gemido de uma guitarra - o berro de um tambor - a marcha ritmada de uma bateria - o explodir - o explodir...

------E quando tudo vai rebentar.


«Viver é a coisa mais rara do mundo - a maioria das pessoas apenas existe.» - Oscar Fingall O'Flahertie Wills Wilde. N'A Alma do Homem sob o Socialismo. É apenas mais um dia. É apenas outro dia. Amanhã é outro dia, mas esta noite ainda é Ontem. Barco à deriva, a meter água por todos os lados, a ser bombardeado.

Já não aturo ninguém - nem quero que me aturem - nem tolero que me tentem aturar - não dou a mão a ninguém. Que vão para o Diabo sem mim - que me deixem ir para o Diabo sozinho. Não havemos de ir juntos. Ah!, meu pobre Álvaro, sozinho no cais deserto, naquela manhã de Verão.

Um livro - outro livro - e mais um - e outro - e outro ainda - e mais - e mais - e mais - e há três meses que não leio uma página - e não me recordo sequer de ter estado tanto tempo sem ler nada - nem uma linha! - desde os tempos em que nem sequer sabia ler - em que nem sequer tinha livros - um único livro - e não acredito - já não é apenas um milagre, seriam precisos vários! - não acredito que volte a ler uma linha... recordo apenas, amálgama de memórias de linhas de páginas de livros que talvez tenha lido.

(Um dias destes concluo - tudo.)

Letra de «Another Day»:


Every day she takes a morning bath to wet her hair,
Wraps a towel 'round her
As she's heading for the bedroom chair,
It's just another day.
Slipping into stockings,
Stepping into shoes,
Dipping in the pocket of her raincoat.
It's just another day.

At the office where the papers grow she takes a break,
Drinks another coffee
And she finds it hard to stay awake,

It's just another day. Du du du du du
It's just another day. Du du du du du
It's just another day. 

So sad, so sad,
Sometimes she feels so sad.
Alone in her apartment she'd dwell,
Till the man of her dreams comes to break the spell.

Ah, stay, don't stand her up
And he comes and he stays
But he leaves the next day,
So sad.
Sometimes she feels so sad.

As she posts another letter to the sound of five,
People gather 'round her
And she finds it hard to stay alive,

It's just another day. Du du du du du
It's just another day. Du du du du du
It's just another day. 

So sad, so sad,
Sometimes she feels so sad.
Alone in her apartment she'd dwell,
Till the man of her dreams comes to break the spell.

Ah, stay, don't stand her up
And he comes and he stays
But he leaves the next day,
So sad.
Sometimes she feels so sad.

Every day she takes a morning bath to wet her hair,
Wraps a towel 'round her
As she's heading for the bedroom chair,
It's just another day.
Slipping into stockings,
Stepping into shoes,
Dipping in the pocket of her raincoat.

It's just another day. Du du du du du
It's just another day. Du du du du du
It's just another day.

Sem comentários :

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...