quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Saltimbancos*

Saltimbancos
(...) Para os defensores do senhor Costa, o senhor Seguro é burro, um canalha sem vergonha, manhoso, rufia pimpão (gostei desta), mesquinho, frio, populista…
Os groupies do senhor Seguro acham mais ou menos o mesmo do senhor Costa, com a terrível agravante de que durante o debate o senhor Costa "transpirou".
E agora diga-me você, se ainda está a ler, que espectáculo é este? É nas mãos de "líderes" de tal quilate, ou do dos que agora nos governam, ou que antes deles rapinaram e rebaixaram este desgraçado chão, que devemos entregar o nosso destino, o fruto do nosso trabalho e os nossos sonhos?
Você ainda lhes ouve o paleio? Interessa-se pelo dizem? Será que a sua inocência vai tão longe que de um, do doutro, ou de um terceiro, espera governação decente, contas certas, esperanças de um futuro digno?

*Os nossos escritores dilectos têm este dom; o dom de transformar em palavras aquilo que pensamos de forma indizível. Post de J. Rentes de Carvalho, Saltimbancos, completo no blog Tempo Contado, o melhor blog em Português.

Post-Scriptum: Ou como diz o Carlos Azevedo, Cérebros em Hibernação - o Carlos, ao contrário de mim, é um optimista: têm cérebro?

Sem comentários :

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...