domingo, 14 de setembro de 2014

É um rodopio neste Novo Banco...

Banco Espírito Santo, Novo Banco, Borboletas
(fonte)
...depois de Vítor Bento, é a vez de Eduardo Stock da Cunha (a sério, digam-me se não há nomes que estão mesmo a calhar!). Apesar de o Novo Banco, dizem, estar parado, é já o segundo que se vai sentar nele. Entretanto, é ver as borboletas, quer dizer, as notas a voar, a voar (digam lá se o novo símbolo não foi bem escolhido, uma borboleta, e ainda por cima verde, que, como os leitores do Tio Patinhas sabem, é a cor do dinheiro; enfim Metralhas já tínhamos, como se agora se vê por aí, nos cartazes - suponho que os trabalhadores do Novo Banco sejam o Pato Donald e os três sobrinhos, que, como sabe quem leu o Tio Patinhas, eram quem ficava sempre a arder - que dizer, sem receber; isto há que traduzir tudo por miúdos porque, enfim, os contribuintes ainda acreditam em contos de fadas). Ao contrário da maioria dos contos de fadas, este não vai acabar nada bem. Resta-me recomendar-vos a leitura do livro de contos Histórias que Acabam Mal, de Géza Csáth, traduzido para Português com o título de um dos contos, O Matricídio; sim, suponho que gente que seria capaz de vender a própria mãe, também seria capaz de a matar - e não está, definitivamente, nada importada com o vosso bem-estar.

Sem comentários :

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...