segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Que farei quando tudo arde?

Pedro Passos Coelho, Manta Rota



Que farei quando tudo arde? - cogitaria Passos Coelho, se ao menos conhecesse Sá de Miranda. Estender-me-ei numa manta rota qualquer, jogando um jogo de xadrez; as peças brancas serão os bancos bons, as pretas serão os bancos maus! - pensaria, se ao menos conhecesse Ricardo Reis.

Está na hora de exigir que a Assembleia da República seja dividida em políticos bons e em políticos maus. Deitamos os maus para o lixo, e ficamos com mais um magnífico edifício vazio.

Post-Scriptum: O Navio Fantasma: tudo feito em cima do joelho (Pacheco Pereira). Exactamente o que eu penso.

1 comentário :

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...