domingo, 10 de agosto de 2014

I'm a Poor Lonesome Cowboy And a Long Long Way From Home...

I'm a poor lonesome cowboy and a long long way from home, Lucky Luke

«Queriam-me casado, fútil, quotidiano e tributável? / Queriam-me o contrário disto, o contrário de qualquer coisa? / Se eu fosse outra pessoa, fazia-lhes, a todos, a vontade. / Assim, como sou, tenham paciência! / Vão para o diabo sem mim, / Ou deixam-me ir sozinho para o diabo! / Para que havemos de ir juntos?» 

Versos do poema Lisbon Revisited (1923) de Álvaro de Campos. Poesia e Banda Desenhada, duas entre muitas paixões. Digo muitas vezes que ainda não cheguei a casa - não me interpretem mal - não digo que pretendo chegar, não digo que procuro um caminho para lá chegar, digo apenas que ainda não cheguei a casa. Não tenho Pátria, foi-me roubada!, para além da Língua Portuguesa. Não tenho Nação, não tô nem aí para nacionalidades. Não tenho partido político, sempre prezei o uso dos meus neurónios. Não tenho Religião, para além da Literatura, os meus Deuses são os Escritores que amo. Não tenho Reis nem Rainhas, para além dos Poetas que amo, só aos seus versos presto vassalagem. Meu único fanatismo é o Sport Lisboa e Benfica, e é só durante os noventa minutos. Vão em Paz e que o Senhor, ou a Senhora, vos acompanhe - conforme a Vossa preferência. Não quero nem saber. E, se me pagarem bem, faço publicidade descarada à tal da Margarina.

Sem comentários :

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...