terça-feira, 10 de junho de 2014

Dia de Portugal, de Camões, e das Comunidades Portuguesas

Luiz Vaz de Camões, Dia de Portugal, de Camões, e das Comunidades Portuguesas
Ao desconcerto do mundo

Os bons vi sempre passar
No Mundo graves tormentos;
E pera mais me espantar,
Os maus vi sempre nadar
Em mar de contentamentos.

Cuidando alcançar assim
O bem tão mal ordenado,
Fui mau, mas fui castigado.
Assim que, só pera mim,
Anda o Mundo concertado.


O vago presidente vácuo teve uma reacção vagal, sem nunca perder a consciência, que nunca a teve; regressou ao inócuo discurso da "honra", "compromisso", e "palavra" - «O País que ignora a história tende a repetir os mesmos erros no futuro»: felizmente não podes voltar a ser eleita, oh múmia.

1 comentário :

  1. Acabou por tirar partido do que lhe aconteceu; acabaram-se os protestos...e até teve aplausos.
    Como é volúvel o nosso povo...

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...