segunda-feira, 26 de maio de 2014

Resultados das Eleições para o Parlamento Europeu - Europeias 2014

(Cliquem para Ampliar - fonte)
As eleições são uma espécie de jogo de futebol em que as equipas que se defrontam ganham sempre - e os adeptos saem sempre derrotados. As claques, para quem o jogo em questão não tem qualquer importância, também saem sempre vencedoras. Após esta nota prévia, aqui deixo os meus comentários aos resultados de hoje. O PS venceu, mas não convenceu - admirável que ainda consiga convencer mais de um milhão de Portugueses - mas não tão admirável como a Aliança Portugal (PPD/PSD-CDS-PP), que ainda consegue convencer mais de novecentas mil pessoas. Mesmo a jogar mal consegue ter a casa bem composta. A CDU (PCP-PEV), esta é eterna. Um dia o mito há-de tornar-se realidade - nos amanhãs que cantam, que - como sabemos - é no futuro, e o futuro fica sempre um passo à frente. Conseguirá um dia dar o salto sobre esse abismo? MPT: O Marinho Pinto: o Marinho Pinto. O Bloco de Esquerda [partido em que votei] temo que não aprenda. Não tem nada a aprender quem não quer ser ensinado. É pena, mas é a vida. O Livre continuará Livre, e agora com o Rui Tavares mais livre ainda - que na Esquerda é assim, cada cabeça sua sentença. Eu próprio estou a pensar fundar um partido. Dos outros, perdoem-me o resumo, todos juntos conseguiriam um deputado. Para interpretações sóbrias, intelectuais, e bem-pensantes, procurem junto dos comentadeiros painelistas pseudo-independentes. Não me pagam para isso. Seriamente apenas isto: precisamos de um reset na política portuguesa. Pessoas novas, novas ideias, diferentes formas de ser e de estar. Mas bem sei que é uma utopia. Com mais ou menos abstenção, os partidos e os resultados espelham bem a população que compõe o povo que somos - ainda que não gostemos de nos olhar ao espelho - e ainda menos de olhar para o lado.

4 comentários :

  1. Respostas
    1. É o que temos... "óbvio ululante"* é o que me apraz pensar...

      *do livro do Nelson Rodrigues

      Eliminar
  2. É uma vergonha, na França e Alemanha foram muito melhores. Ainda tenho pena do Bloco e do MPT. Deviam estar os dois em primeiro. O PS e o PSD deviam ter só 5% cada um.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há por aí muitos cantinhos, lugarzinhos, posiçõesinhas, e ganha-pães comprometidos...

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...