domingo, 30 de março de 2014

Os 10 Escritores Portugueses que mais Vendem

José Saramago

De acordo com o ABC, estes são os 10 escritores Portugueses que mais vendem:

01 - José Rodrigues dos Santos
02 - José Saramago
03 - Miguel Sousa Tavares
04 - António Lobo Antunes
05 - Margarida Rebelo Pinto
06 - José Luís Peixoto
07 - Fátima Lopes
08 - Gonçalo M. Tavares
09 - Valter Hugo Mãe
10 - Lídia Jorge

Dez considerações:



01 - Chamar escritores a alguns deles, é claramente exagerado;
02 - De José Saramago li (e tenho) quase tudo - recuso-me a comprar Claraboia em acordês;
03 - De António Lobo Antunes nunca passei do meio;
04 - Deitei fora já não sei quantos euros quando comprei o livro Livro de José Luís Peixoto;
05 - Tenho dois livros de Lídia Jorge - já não sei bem como foram parar às minhas estantes;
06 - Já folheei muitas vezes Gonçalo M. Tavares nas livrarias - mas é tudo;
07 - Esta lista explica muita coisa;
08 - Não vou explicar o quê;
09 - Felizmente há escritores Portugueses muito melhores;
10 - Gosto muito do José Saramago.

6 comentários :

  1. Margarida Rebelo Pinto e principalmente Fátima Lopes nesta lista?
    Doe restantes, o Rodrigues dos Santos em primeiro lugar?
    Dos restantes pode-se gostar mais ou menos; eu, por exemplo, detesto o Gonçalo M. Tavares...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É o que temos... Mas lá que vendem, vendem. É só passar pela "secção de livros" dos hipermercados :P

      Eliminar
  2. Dizia Saramago (cito de cor): "Todos somos escritores, uns escrevem outros não" acrescento eu:
    a outros deveria pesar-lhe a mão!

    ...e, meu amigo, chegar a meio do ALA é obra!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda não desisti de conseguir começar pelo início, passar pelo meio, e chegar ao fim. Que até gosto de o ouvir falar - às vezes.

      Eliminar
  3. Sou Brasileira, gosto de ler você e em comum temos que odeio o acordo ortográfico que em uma manobra imcompreendida, pelo menos prara mim, só veio a beneficiar o Brasil (onde a maioria nem sabe escrever) em detrimento do que tínhamos de mais belo em história cultura e verve herdados do nosso colonizador que sempre soube transmitir mais sentimentos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um acordo que se baseia em objectivos económicos, relegando para segundo plano critérios linguísticos só pode ter uma resposta: ser rasgado de alto a baixo... Mas já não é de agora (deste "acordo") o assassinato da Língua... Obrigado pela visita ;-) Cumps.

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...