terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

«Detesto as vítimas que respeitam os carrascos.»*


"Temos o direito de ser humilhados"**

Intervenção a favor da Praxe após projeção [sic] do documentário "Praxis" 
Aula Magna, Novembro de 2011. 
Comemorações do Centenário da Universidade de Lisboa.

«O objectivo principal não é a integração, a integração é um efeito secundário. O objectivo principal é que nós, como pessoas, tentarmos que outras pessoas iguais a nós, ou seja, sem ser professores, sem ser pais, nos podem ensinar e nós aprendermos com eles. Nós temos de aceitar essa humildade e é isso que a praxe nos ensina em primeira instância. »

«Isto não é humilhação ou pelo menos humilhação gratuita. É suposto ser duro, porque tal como acontece na praxe, a praxe acontece muito antes sequer das pessoas chegarem à faculdade e vai continuar a acontecer muito depois. Ou seja... O "estar de quatro" ou comer coisas que não gostamos... A praxe é a vida, isso acontece na vida. A vida é dura!»

«Eu entendo que as pessoas vejam a praxe como humilhação eu também a vejo como humilhação. Mas não é uma humilhação gratuita. É uma humilhação que tem por objectivo criar um inimigo comum para os caloiros e que eles se interliguem.»

«Aquilo que eu senti quando fui caloira, é que quando me mandavam olhar para o chão, eu trocava um olhar com o meu colega do lado. Olhando para o chão, mas aí criava uma ligação com a pessoa que estava ao meu lado.»

«Já foi tudo dito, não é? Mas a praxe mesmo isto tudo. Talvez seja para nos ensinar um pouco não a ler, não a escrever, mas ensina-nos que todos nós temos o direito a ser humilhados.»

«Eu sou caloira e só digo uma coisa: "eu amo a praxe!"»

*Jean-Paul Sartre, Os Salteadores de Altona.

**E o direito a ser explorados, e o direito a ser roubados, e o direito a ser escravizados. Ou como diz a Ana Cristina Leonardo, estes tipos são imbecis e perigosos.

4 comentários :

  1. Acima de tudo detesto gente estúpida...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ... estúpida e orgulhosa da sua estupidez (e ignorância)...

      Eliminar
  2. A aceitação da humilhação entre pares, infelizmente, propaga-se à vida real, na qual aceitam qualquer emprego com qualquer tipo de salário, qualquer tipo de exploração, de desprezo pelos outros para chegarem mais longe, ... :(

    Beijinhos Marianos! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade. Daí a citação da frase de Jean-Paul Sartre... Beijinhos.

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...