sábado, 25 de janeiro de 2014

Miklós Fehér (20 de Julho de 1979 - 25 de Janeiro de 2004)

Miklós Fehér

Ia apressadamente a caminho do café, para ver os últimos minutos do jogo Vitória de Guimarães vs. Sport Lisboa e Benfica, quando ouvi gritos de euforia. O Benfica tinha marcado o golo com que venceria o jogo - eu ainda não sabia quem tinha marcado, mas a intensidade dos festejos deixavam-me esperançado que tivesse sido o Benfica - acelerei o passo em direcção ao café, onde ia todos os domingos quando chegava a Coimbra depois de mais um fim-de-semana, para me encontrar com os meus colegas - sei que naquele dia cheguei a pensar em ficar em casa, pois tinha um trabalho para entregar, e exames à porta - mas - não direi que sou um génio - mas um homem de muito talento - na arte da procrastinação - além demais havia uma pessoa que ia todos os domingos à noite àquele café - desculpas não me faltavam... Com o olhar em volta, os cumprimentos, e demais parlapier, olhei para a televisão no exacto momento em que o árbitro mostrava cartão amarelo a Miklós Fehér. Instantes depois, foi o que toda a gente viu. Ainda houve alguns protestos no café, que estava a perder tempo, mas rapidamente se dissiparam - e o silêncio, um silêncio cavernoso durante dois ou três minutos - antes de todos começarmos a opinar... Antes desse silêncio, o meu primeiro comentário foi «oh pah, não caiu de forma normal, passa-se alguma coisa...» Infelizmente tinha razão. Era muito mais grave que aquilo que naquele instante poderia ter imaginado. É um dos instantes que recordarei para sempre. Até sempre, Miklós Fehér.

1 comentário :

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...