segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Hervé Guibert. João Cerqueira. Eça de Queiroz. Leituras...

Hervé Guibert, À l'ami qui ne m'a pas sauvé pas la vie, João Cerqueira, The Tragedy of Fidel Castro, Eça de Queiroz, O Crime do Padre Amaro

A acabar À l'ami qui ne m'a pas sauvé la vie, de Hervé Guibert, segue-se The Tragedy of Fidel Castro, de João Cerqueira (a edição portuguesa é de 2008, na Saída de Emergência), para depois regressar a O Crime do Padre Amaro, de Eça de Queiroz, agora na primeira edição (dizia o Eça que era a definitiva...)

Gosto deste caos aparente de títulos, autores, e línguas. Pena não saber holandês. Em estado de negação - foi o Jorge Luis Borges quem disse que o paraíso seria uma espécie de biblioteca? Não faltaria que a quisesse incendiar. Todos adivinharam qual era o romance - ou ninguém quer saber - ou podem ser tantos...?

Sem comentários :

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...