segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Mentir para parecer mais inteligente...

Lisa Simpson, Books, Inteligence, Inteligente, Mentir para parecer inteligente,

Parece que 80% dos britânicos mentem para parecer mais inteligentes. E de que forma é que o fazem?

62% afirma que já leu um "clássico" que nunca leu; 53% altera a sua aparência; 26% corrige os erros gramaticais (dos outros, está claro); 18% cita frases famosas nas conversas; 14% diz que é bastante fluente numa língua estrangeira; 12% utiliza enciclopédias para escrever palavras que impressionem em documentos e e-mails; 11% mente quanto à sua função e estatuto no trabalho; 10% exagera os conhecimentos de vinhos; e 8% classificam como "lixo" filmes populares de que gostaram.

Mas vamos à parte que mais me interessa, até porque tudo isto não é novidade, e não são só os britânicos que o fazem, embora quando colocado em percentagens se torne mais interessante... Quais são os clássicos que os britânicos mais afirmam já ter lido, sem nunca o ter feito? Aqui fica a lista:


  1. 1984, de George Orwell - 26%
  2. Guerra e Paz, de Leo Tolstoi - 19%
  3. Grandes Esperanças, de Charles Dickens - 18%
  4. À Espera no Centeio, de J.D. Salinger - 15%
  5. Passagem para a Índia, de E.M. Forster - 12%
  6. O Senhor dos Anéis, de J.R.R. Tolkein - 11%
  7. Por favor não matem a cotovia, de Harper Lee - 10%
  8. Crime e Castigo, de Fiódor Dostoiévski - 8%
  9. Orgulho e Preconceito, Jane Austen - 8%
  10. Jane Eyre, Charlotte Brontë - 8 %

Quantos destes 10 clássicos já leram? Vá, não mintam...!

16 comentários :

  1. Respostas
    1. e nº 9 (fui confirmar, não sabia se apenas tinha visto o filme :b)

      Eliminar
    2. gostava de ler o nº 10 e tenho o nº 2 à espera (mas não há vontade).

      Eliminar
    3. bem, na verdade e para terminar, também gostava de ler o nº 4 e o nº 7 (deste, a vontade já não é de agora).

      e pronto, eu, grande aldrabona, me confesso.

      beijo

      Eliminar
    4. Li o n.º1, o n.º3, o n.º4, e o n.º6. Tenho em casa para ler o n.º8, e lamento muito ainda não ter lido os n.ºs 5 e 7...

      Eliminar
  2. Simplesmente nenhum... de todos, o único que queria ter lido há algum tempo era "Orgulho e Preconceito" (os outros não conheço e o "Senhor dos Anéis" não me interessa), mas o tempo é-me roubado. Talvez um dia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Senhor dos Anéis é um excelente livro, muito bom mesmo [tive o privilégio de o ler antes de haver o filme, o que na maioria dos casos, e no presente, deixa muito a desejar...]. O 1984 recomendo vivamente a qualquer pessoa...

      Eliminar
  3. Ora essa! A pergunta é: quantas vezes já reli cada um? ;-) Normalmente, é isso que o pessoal diz nas entrevistas: estão sempre a reler 1/2 dúzia de livros ao mesmo tempo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa questão... Não tenho por hábito reler livros (excepto poesia), é algo bastante aborrecido para mim, porque a minha memória funciona muito por associação... quando estou a reler, estou constantemente a antecipar a frase seguinte... Curiosamente, 1984 foi dos únicos livros que reli... Assim de repente, recordo-me de ter relido «aparição» de Vergílio Ferreira, «O Principezinho», e «A Confissão de Lúcio», de Mário de Sá-Carneiro. É provável que tenha relido mais um ou dois, mas não me recordo... Abraço.

      Eliminar
    2. não, não foi o aparição, claro que não, nem sei em que estava a pensar, que baboseira... foi o «manhã submersa», que reli pelo menos umas 10 vezes... mas esse foi obsessão...

      Eliminar
    3. Estava a brincar contigo. Eu releio poucos, embora ocasionalmente o faça (releio é excertos, partes). Irrita-me que sempre que alguém ligado à àrea cultural é entrevistado esteja a reler vários ao mesmo tempo, que é como quem diz: soa-me a treta.

      Eliminar
    4. Com tantos livros para ler, perder tempo a reler... Não estão a ler coisíssima nenhuma, e para não serem apanhados em falso dizem que estão a reler 5 ou 6 que é o total de livros de que se recordam minimamente... (Eu agora andei a fazer o download de imensos clássicos que ainda não li, em pdf, que são gratuitos, a maioria do século XIX... Por falar nisso, pelo que tenho visto, uma vez que é possível encontrar quase tudo na internet, dou comigo a pensar que se esta coisa dos ebooks continua assim, qualquer dia os autores não conseguem vender nada. Temo que vão destruir a literatura... é que os músicos ainda podem dar espectáculos...) Abraço.

      Eliminar
    5. Carlos, a este propósito lê este post: http://retrato-auto.blogspot.fr/2013/09/notas-para-uma-crise-7.html

      Eliminar
    6. Recordo o episódio; aliás, ambos: o do Passos e o do Santana.
      Abraço.

      Eliminar
  4. Uma vergonha: li o 1984 e tenho cá para ler o "À espera no centeio" (comprei-o nesta feira do livro).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também não leste o Passagem para a Índia, do Forster?! Tenho que ler urgentemente. Julgo que é o único livro do Forster que ainda não li... (Pode sempre haver mais algum que me tenha passado despercebido...) Abraço.

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...