segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Juntos por um novo ciclo!

Juntos por um novo ciclo, Rui Ventura, Pinhel, Eleições Autárquicas 2013, Portugal
Mega-cartaz de campanha de um partido político, com o seu candidato à C. M. Pinhel, e candidatos às Juntas de Freguesia.

Ciclo (grego kúklos, -ou, roda, círculo, forma redondo, coisa disposta em círculo), substantivo masculino. 1. Série de fenómenos que se sucedem numa ordem determinada. 2. Parte de um fenómeno periódico que se efectua durante certo espaço de tempo. 3. Período sempre igual de determinado número de anos no fim dos quais devem repetir-se na mesma ordem os sucessos astronómicos ou os factos determinados pelas mesmas causas ou influências. 4. Grupo de poemas, novelas, etc., constituindo uma espécie de círculo em volta de um facto, de um herói ou de uma família. 5. Subdivisão do ensino básico.

A isto se resume a política portuguesa: um ciclo. Na sua regular cadência, os mesmos fenómenos sucedem-se na ordem determinada. Podem mudar as caras, os nomes, ou a cor política, que os fenómenos não mudam. Em casos como este não muda nada. Junta-se um slogan que parece uma novidade a analfabetos funcionais, uma pitada de regabofe para distrair, muito circo para alienar, e entretanto continua-se a roubar o pão a quem o produz com o sangue do seu corpo e o suor do seu rosto. Não há ética, vergonha, ou pudor.

Sem comentários :

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...