sexta-feira, 31 de maio de 2013

Já compraram «Servidões» de Herberto Helder?

Herberto Helder, Servidões, Assírio & Alvim
Servidões
de Herberto Helder
Editor: Assírio & Alvim
Edição: 2013
Páginas: 128
ISBN: 9789723716962



Corre por aí a informação que já se encontra esgotado em muitas livrarias, e que a editora já não tem mais exemplares para distribuição (!) Nos sites online ainda não aparece como esgotado... Gostaria de saber quantas das pessoas que o compraram o vão ler? Afinal toda a gente sabe que só há cem ou duzentos leitores de poesia em Portugal...

(...)

3 comentários :

  1. Acertaste na mouche!
    Deram-me há anos um livro dele, que condensava toda a sua poesia - "Ou o poema contido". Ainda não o li...

    ResponderEliminar
  2. Hum, já tinha 2 dele ("Ofício cantante" e "Passos em Volta") e, "Servidões" chegou-me às mãos há pouco!
    Julgo que o problema não é falta de verdadeiros leitores, mas sim encarecimento dos livros de poesia (a que se adiciona falta de vontade/ desmotivação). E pronto, não é algo de interpretação maioritariamente literal. Pelo contrário, a interpretação é modelada pelo nosso próprio âmago/ experiências de vida!

    Tenho vários, de diversos autores e... são geralmente caros! Aqui confesso que gostaria de ter muitos mais!
    Pondero sempre a qualidade de dizeres em prol da quantidade de páginas, é por isso que teimo em comprá-los, pois é um estilo que raramente me desilude!
    Compreendo quem prefira dar 20 euros por um livro de ficção com 500 páginas ao invés de um de poesia com pouco mais de 100 (que sempre preenche mais a prateleira, se a motivação seja a tentativa de decoração com intuito de se parecer pseudointelectual, perante os amigos). É geralmente o que sempre me dizem, quando me perguntam quanto custou um de poesia...

    No caso do HH, é de ler sofregamente e chorar por mais!

    Isso de estar esgotado, pode passar bem por estratégia de marketing. Procurei quantos exemplares haviam impresso e, nada consta no livro (pelo menos, que me tivesse apercebido)! Agora o certo, e o que falam por aqui e por ali é que se contam entre 3000 e 5000. De qualquer dos modos, "edição única" salta à vista.

    E para quem não o adquirir agora, e já tiver o grosso dos seus livros anteriores, será mais dispendioso investir no futuro em nova compra de "Ofício cantante" actualizado (actualmente esgotado)! De qualquer forma, parece ser esse o plano da Porto Editora.

    De qualquer dos modos, deve seguir o exemplo do "A faca não corta o fogo", e esgotar em breve!

    Cheers!

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...