quarta-feira, 29 de maio de 2013

Há quanto tempo é que você tem esses sentimentos de inutilidade?

Euro, Crise, Cartoon, Quanto tempo me resta

Um paciente, na sua boa fé, espera na sala-de-estar do consultório médico e vai lendo os artigos de um jornal que lá está sobre a pequena mesa. Já não precisa da consulta, está curado. Fica a saber pelos jornais que não tem doença nenhuma. Paga a consulta que não chegou a ter, Bom Dia, Muito Obrigado!, diz para a Secretária, levantando o chapéu e sorrindo, e vai feliz da vida para casa.

O euro tornou-se “uma referência mundial e mesmo em tempos de crise mantém-se como uma moeda forte e estável”, realçou o Presidente da República. “É sabido que com o agudizar da crise económica e financeira vieram ao de cima algumas fragilidades da união económica e monetária”, admitiu Cavaco Silva, mas desde 2010 “estão a ser tomadas algumas medidas para retomar a estabilidade” que Portugal apoia e que irão “preparar aquilo que será uma união económica e financeira verdadeira e genuína”. “É um caminho que esperamos que conduza a maior estabilidade da zona, para um aumento da confiança, para o crescimento económico e a criação de emprego”, afirmou. (Público)

A Secretária franze as sobrancelhas, suspira, diz de si para si, entredentes, Aqui não se dão consultas de Psiquiatria! Intrigada, pega no jornal que o paciente estivera a ler:



Euro, Cartoon, Crise, Inutilidade


O Presidente da Letónia disse ter falado com Cavaco sobre os “erros cometidos por Portugal em vários momentos de integração na moeda única” e acrescentou que também partilharam informação sobre as respostas dadas então por Portugal, considerando-as “boas ideias” e que “ajudarão o país [a Letónia] a crescer”. “É muito importante nesta fase que partilhem connosco estas experiências práticas para implementarmos o euro”, reforçou Andris Berzins. (Público)

Se não tivesse lido, não acreditava!, exclama a Secretária. Entretanto o Médico abre a porta que dá para o seu pequeno consultório de província, Que se passa, Maria?, pergunta. Foi Nossa Senhora, Doutor, foi Nossa Senhora...

2 comentários :

  1. Excelente crónica sobre a triste realidade que estamos a viver, usando a ironia, como tu tão bem sabes fazer.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Temos que levar a vida com uma grande dose de ironia, que já não há quem aguente isto... Abraço.

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...