quarta-feira, 15 de maio de 2013

Futebol: Sport Lisboa e Benfica

Sport Lisboa e Benfica, Liga Europa

Dentro de instantes começa a final da Liga Europa. Recordo-me da última vez que o Benfica jogou uma final europeia: estava quase a acabar o meu primeiro ano lectivo no colégio interno católico - escusado será dizer que antes da final rezámos o terço para que o Benfica ganhasse - se eu acreditasse em Deus naquele dia teria deixado de acreditar - um aparte: uma das grandes interrogações da minha vida é porque é que nunca acreditei em Deus - e num colégio interno católico, podem acreditar que sempre me senti estranho por isso - naquela época éramos todos do Benfica - e que eu me recorde, tenho contacto - muito esparso, é verdade - apenas com uma das trinta e tal alminhas que enchiam a sala naquele dia - e esse agora é adepto do Sporting - é uma das desvantagens de termos contacto com os nossos amigos de infância - é mais difícil reescrevermos a nossa história, e eu gosto de o picar dizendo que não que ele nem sempre foi do Sporting. Perdemos 1-0 contra o A. C. Milan, na final da Taça dos Campeões Europeus; foi o dia a seguir a eu ter feito anos, e não tive a prenda que queria. No dia anterior tinha recebido umas calças, que só usei uma vez, como contei aqui. Foi no tempo em que ainda tinha a grande esperança de não ter esperança nenhuma. Agora sou apenas o «sobrevivente a mim-mesmo como um fósforo frio...» E nem o futebol acende em mim as paixões de antigamente.

Observava com delícia o prazer com que aqueles corpos atléticos corriam atrás de uma bola gasta, quase a rebentar. E, de quando em quando, corria também para aquela esfera misteriosa que nos unia de uma forma transcendente, ignorando os nossos vícios e virtudes, méritos e defeitos, medos e desejos, unindo-nos num todo denso e uno, num todo aconchegante e suado; era provavelmente esse o prazer do futebol, não nos distinguia: no momento da vitória festejávamos todos com a mesma alegria e euforia; e no momento da derrota o desânimo e as lágrimas eram partilhados na mesma dor.

Eu mesmo, numa espécie de livro.


O Romance «Os Cadernos Secretos de Sébastian» encontra-se à venda, em livro, na Amazon e na CreateSpace. Em formato e-book podem encontrá-lo na SmashWords, no iTunes, na Amazon, e noutras lojas online.
Claro que gostaria que o Benfica ganhasse. Mas, do mesmo modo que as vitórias já não me alegram como antigamente, também as vitórias já não me doem como antes.

Sem comentários :

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...