quinta-feira, 11 de abril de 2013

Amanhã nas livrarias: Mentiras & Diamantes, de J. Rentes de Carvalho

Mentiras e Diamantes, J. Rentes de Carvalho, Romance Inédito
Quem ainda tenha alguns trocos na carteira, aponte na agenda, ou nem precisa de apontar, que é já amanhã que Mentiras & Diamantes, romance inédito de J. Rentes de Carvalho, estará disponível nas livrarias. Não me peçam mais pormenores, que não faço parte do grupo restrito de críticos (ou "resenhadores", na falta de conhecimento e tomates para mais) que recebe livro em casa para «apreciações críticas» ou outras tretas entre aspas. Não sei se o espaço destinado à crítica cultural na comunicação social é tão pequeno para esconder a mediocridade dos críticos - ou se é a mediocridade dos críticos que leva à inevitável redução do espaço. A sinopse pode-se ler na contracapa do livro, não precisamos de resenhadores a reescrevê-la. 

Para se ler a pobreza que se lê por aí - para isso bastam os supostos blogs literários com a imagem da capa ladeada pelo nome do autor e da editora, o número de páginas, preço e ISBN, com copypaste de sinopse em baixo - mais valia acabar de todo com esta tristeza de críticas literárias, ou resenhas, ou o raio que os parta - e com o que se poupava podiam oferecer o espaço às editoras para publicidade gratuita: seria visualmente mais limpo e eticamente mais honesto. E não me atirem com as excepções à cara; ponham a carapuça e vejam se assenta. 

Permito-me aconselhar a quem ainda não deu com elas, duas pequenas entrevistas de J. Rentes de Carvalho a propósito de Mentiras & Diamantes; a primeira no blog da Quetzal, a segunda ao jornal JL, que pode ser lida no blog do autor, da qual destaco esta pergunta e resposta:

E lê-se na contra capa que esta história tem como pano de fundo um “país corrupto e corrompido, entre aos seus segredos de família”. É assim Portugal?
Sim, sabe-o você, sei-o eu sabemo-lo todos: Portugal é um país vergonhosamente, tristemente, pobremente corrupto. Para mal dele e de todos nós, até para mal dos que o corrompem ou se deixam corromper.

2 comentários :

  1. Respostas
    1. Não te vou repetir que aconselho vivamente qualquer título de J. Rentes de Carvalho. Quem me dera poder ir já já a comprar este... *suspiro* Abraço.

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...