quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Éramos Amigos

Porque éramos diferentes, porém estávamos unidos, eu era diferente de ti, mas completávamo-nos bem, formávamos uma aliança, um acordo humano, e isso é muito raro na vida. Na nossa aliança de juventude, tudo o que faltava de ti, completava-se com o facto de que o mundo era afável para comigo. Éramos amigos - diz agora numa voz muito alta. - Entende, se ainda não sabes. Mas certamente sabias antes e depois, nos trópicos ou numa outra parte qualquer. Éramos amigos e esta palavra tem um significado, cuja responsabilidade só os homens conhecem. E agora tens de conhecer a inteira responsabilidade que essa palavra contém. Éramos amigos, não companheiros, compadres, ou camaradas. Éramos amigos e não há nada na vida que possa compensar uma amizade. Nem mesmo uma paixão devoradora pode oferecer tanto prazer como uma amizade silenciosa e discreta proporciona àqueles que são tocados pela sua força.

(...) Tu mataste algo em mim, destruíste a minha vida e eu continuo a ser teu amigo.

Sándor Márai, em As velas ardem até ao fim

2 comentários :

  1. Respostas
    1. O livro é muito bom - mas pode tornar-se muito doloroso para quem teve (tem) um amigo assim... Abraço.

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...