domingo, 23 de dezembro de 2012

Ainda não foi o fim do mundo...

Salvador Dali, Caveira, Philippe Halsman, In Voluptas Mors

Não tendo vindo o fim do mundo até nós, fui eu para o fim-do-mundo, qual profeta sem religião, sem fé, sem casa, sem amor... Por este motivo o blog ficará nos próximos tempos mais parado que habitualmente, as respostas a e-mails e comentários poderão não ser imediatas - como talvez o exigissem em muitos casos. Chegado a Portugal, perdão - ao fim-do-mundo - fui aproveitar-me das poucas coisas boas que ainda há por aqui (admiravelmente ainda por taxar e impostar): comprei o último do J. Rentes de Carvalho, o último do Américo Rodrigues (aproveitei para comprar outros dois, um de teatro e outro de crónicas), os do último Prémio Nobel da Literatura, Mo Yan, e mais uns quantos para aplacar esta fome. Em casa tinha outros repastos enviados por amigos - logo logo lhes dedicarei os devidos agradecimentos. Não aqui no blog, pessoalmente, o que nem sempre é possível. Raridades da poesia profana, e da poesia pornográfica. Já vos desejei um Feliz Natal? Já, pois já. Vou-me ali a aguentar a depressão de estar aqui no fim-do-mundo, tomar uns cafés com os amigos, passar umas horas com a sobrinha, a irmã, a mãe, a madrinha... Sejam Felizes!

3 comentários :

  1. Escolho este post para lhe desejar um Bom Natal porque depois de ter lido o post anterior tive receio que ainda me mandasse dar uma grande curva.

    Por isso, com pézinhos de lã, com um jeitinho muito manso, e apesar de não ser assídua nos comentários, quero dizer-lhe que gosto muito do que escreve, que gosto de vir aqui fazer discretas visitas, e que lhe desejo um Natal feliz, que se sinta acarinhado e apoiado.

    Votos para o ano que vem ficam para depois, se me permitir.

    Um abraço, André.

    ResponderEliminar
  2. Feliz Natal, André, nem que seja no (regressado) fim-do-mundo, que por cá continua, decrépito e cada vez mais periclitante!
    E aproveita para as boas leituras, com essa bela provisão de que falas.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  3. É sempre bom voltar às raízes e mesmo que por tempo limitado, voltar a conviver com familiares e amigos.
    Votos de um Bom Natal para ti e para os teus.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...