sábado, 21 de abril de 2012

Os 900 livros proibidos pelo Estado Novo entre 1933 e 1974

Estante Livros, Bookcase, Bookshelf


Foram 900 os livros proibidos pelo Estado Novo, entre 1933 (data em que foi publicado o Decreto n.º 22469 de 11 de Abril de 1933, que vem instituir a censura prévia também aos livros). Esta lista foi elaborada por José Brandão. A lista diz bem da idiotice de certas cabeças. E é também um aviso - um entre tantos! - para todos aqueles mentecaptos que suspiram por António de Oliveira Salazar. (via Cibertúlia)

1 comentário :

  1. Impressionante esta lista. Comprei muitos,pois na altura havia muitas livrarias que nos davam acesso às caves onde estavam os "livros dos caixotes", ou seja os proibidos, que não podiam estar à vista.
    E muitos deles que aqui estão, são os célebres "Cadernos D.Quixote", e que eu assinava pelo que os recebia no lançamento e só eram proibidos depois.
    Fartei-me de rir com os livros do Vilhena...

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...