segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Súplicas Atendidas, de Truman Capote - livros que nunca devia ter lido, 16

Súplicas Atendidas, Truman Capote
«Mais lágrimas são choradas por súplicas atendidas do que por aquelas que não o são». Súplicas Atendidas, de Truman Capote, traz como aviso estes versos de Santa Teresa. Esta foi a obra derradeira de Truman Capote, a obra megalómana tantas vezes anunciada, ansiada por uns, temida por outros, e nunca concluída. Truman Capote tinha uma visão aguçada que transformava em palavras afiadas, contundentes flechas que iam certeiras ao cerne do alvo, que feriam e aliviavam. Este foi o romance que foi «considerado o mais famoso romance não publicado da literatura norte-americana».


Seria publicado em 1986, dois anos após a morte de Truman Capote, mais de 20 anos depois de A Sangue Frio, a obra com que atingira já a imortalidade, o romance de não-ficção, ou de jornalismo literário, narrativa literária feita de maneira jornalística, narrando factos reais. Mas poderá isso realmente ser possível, poderá um escritor escrever não-ficção? Não é isso a antítese da escrita literária? Para escrever não-ficção não teria um escritor que deixar de o ser? E um escritor consegue não o ser? Truman afirma que sim, os escritores de não-ficção afirmam que sim. Mas todas as palavras dos escritores são isso mesmo: ficção. Não são verdade nem mentira, são ficção.



Súplicas Atendidas, obra que devia ser a derradeira - ironia do destino - não seria a última obra de Truman Capote a ser publicada. Em 2006, Travessia de Verão, talvez o primeiro romance escrito por Truman Capote, resgatado pelo porteiro do prédio onde morava, e que ele abandonara numa caixa com diversos documentos, à beira do passeio do pequeno apartamento em Brooklyn, que ia deixar depois de ter conseguido melhores perspectivas financeiras, com a publicação de A Sangue Frio, que aquelas com que até então vivera.

Terão as súplicas de Truman sido atendidas? Sim, se consideramos que Súplicas Atendidas contribuiu sobremaneira para a queda, o falhanço, o abandono, a solidão, a depressão: foram estas as lágrimas que Truman teve que chorar. Truman Capote pretendia que Súplicas Atendidas fosse o equivalente a Em Busca do Tempo Perdido, de Marcel Proust, e seria um estudo do mundo dos ricos, da aristocracia da Europa e do Leste dos Estados Unidos, os mesmo ricos para quem Trumam organizava festas, e que o chamavam ao seu convívio. Os mesmos que o foram abandonando à sua solidão e depressão. Antes ou depois de ele próprio se ter abandonado? 

O prazo de entrega foi sendo sucessivamente protelado; inversamente o adiantamento foi sendo sucessivamente aumentado. Em 1980 o valor a ser pago adiantadamente tinha subido para um milhão de dólares, a serem pagos aquando da entrega do livro. Nunca foi entregue. Publicado postumamente, Súplicas Atendidas entrou para a galeria dos grandes romances incompletos; grande romance em potência, demasiado incompleto para aquilo que foi sendo prometido. Era a obra derradeira, a a obra final, a magnum opus de Truman. Acabou - ironia dos destino - por nem ser a derradeira, nem a maior. A derradeira seria publicada 20 anos depois, a maior já havia sido publicada 20 anos antes.

Tenho um amigo que não aprecia as mulheres apesar de não ser homossexual. Costuma dizer-me:
«As únicas mulheres com que me amanho são a Sra. Punho e as suas cinco filhas - é asseada, nunca faz cenas, é de borla, fiel e está sempre à mão.»
«Obrigada», disse-me Miss Langman quando voltei. É extraordinário que uma pessoa da sua idade saiba assim tanto. Tão confiante em si próprio. Julgava que ia receber um aluno, mas, pelos visto, não há nada para ele aprender.»
A última frase é estilisticamente característica - directa, sentida, mas um pouco enunciada, literária. No entanto, logo me apercebi como era valioso e lisonjeiro para um jovem escritor ser o protegido de Alice Lee Langman e, assim, fui viver para o apartamento de Park Avenue. Ao ouvir isso, Boaty, que não ousava opor-se a Miss Langman mas, mesmo assim, queria fazer intrigas, telefonou-lhe e disse:
«Alice, só estou a dizer-lhe isto porque conheceu essa criatura em minha casa e sinto-me responsável. Tenha cuidado! O tipo vai para a cama com qualquer coisa - mulas, homens, cães, bocas de incêndio. Ainda ontem recebi uma carta furiosa do Jean (Cocteau). De Paris. Passou uma noite com o nosso amigo no Hotel Plaza. E, agora, como prova, apanhou um esquentamento! Só Deus sabe as infecções que essa criatura tem. O melhor é ir ver um médico. E mais uma coisa: esse rapaz é um ladrão. Roubou mais de quinhentos dólares em cheques falsos passados em meu nome. Podia metê-lo na cadeia amanhã.»

Truman Capote, in Súplicas Atendidas.

Truman Capote, Truman Capote Jovem, Young Truman Capote

1 comentário :

  1. Tenho este livro aqui em casa, há anos, à espera de ser lido.
    Como só recentemente voltei a devorar livros, penso que já faltou mais.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...