quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Horóscopo 2012


Este é um horóscopo baseado num profundo, rigoroso, e científico estudo de todos os signos, da posição dos planetas, e dum baralho de tarot adquirido numa antiga loja dos 300. É um horóscopo que sintetiza as previsões comuns aos 12 signos do zodíaco (mais 1), e que se aplica à generalidade dos portugueses. Para previsões específicas para cada signo, e para outras nacionalidades, é favor mandarem um e-mail. Aviso desde já que a consulta fica na módica quantia de 100 francos suiços.

Trabalho. No trabalho os portugueses vão ter muito, muito, muito amor! Ou melhor, muito sexo. Sexo forçado, violento, sado-masoquista. Porque a relação com o trabalho será na maioria dos casos uma relação não correspondida ou, na melhor das hipóteses, conflituosa. Terão constantemente a sensação de estar a viver uma relação de fachada com o trabalho: sabem que já não são felizes, que não são correspondidos, no entanto não têm a coragem de acabar com tudo: além de ser socialmente mal visto, o divórcio é demasiado oneroso. É altura de mudar, de procurar um novo rumo profissional... Calma, calma, calma! É altura de mudar, pois é! Mas para onde?!

Amor. Quanto ao amor, aqueles que estão numa relação tenderão a mantê-la, embora o amor dê cada vez mais trabalho. O facto de passarem mais horas no trabalho, que obviamente não serão remuneradas, nem sequer registadas, portanto é como se nunca existissem [só um profundo desconhecimento da realidade das pequenas e médias empresas deste país poderia levar um idiota pacóvio a sugerir o aumento de meia hora de trabalho, embora desconfie que foi apenas uma manobra de diversão: para ter algo em que ceder...], fará com que haja menos tempo para conflitos. O possível desemprego de uma das partes levará a que essa parte se subjugue às vontades da outra, ou ao fim, hipótese pouco provável, pois acarreta custos muito elevados. Em suma, os portugueses amarão mais, mas com menos vontade.

Dinheiro. Toda a gente quer saber do dinheiro! Que se lixe o trabalho e o amor! Se tiver dinheiro depois preocupo-me com isso! Portugueses e portuguesas, não acham que se anda toda a gente à procura do mesmo, e ninguém o encontra, é porque desapareceu, sumiu, evaporou! Ou julgam que estava aqui a vender os meus préstimos futurológicos se soubesse onde é que pára o dinheiro? Se soubesse onde é que pára o dinheiro, a esta hora estava a caminho! Portanto, não acreditem nesses faltos profetas e falsos tarólogos. Toda a gente sabe, ou deveria saber, que os Maias estão extintos. Vocês acreditam nas profecias de alguém que não consegui prever a própria extinção? Maias, não! De nenhuma nacionalidade! Concluindo: dinheiro não há! [Ou com tanto buraco negro no país julgavam que ele não sumia?]

Saúde. Enfim, quando não há dinheiro, ao menos que haja saúde! Mentira! Mentira! Mentira! Se perdessem menos tempo com falsos cartomantes, e lessem as notícias! Não há pilim, não há remédio! Têm pilim, têm remédio! Portanto, o melhor, portugueses, o melhor é praticarem yoga para relaxar. Caso contrário vai-se-vos a força, ânimo, o tesão... e sabem o que é que isto quer dizer? Quem não tem saúde...? Não vos vou enganar com falsas promessas... Não há curas milagrosas! Se querem ir a Fátima, vão, é lá convosco. Desde que não me venham com orações... 

(Antes de sairem é favor fazer a transferência bancária; esta consulta fica apenas por 25 francos suiços)...

Sem comentários :

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...