domingo, 16 de outubro de 2011

Citação, 13


O ano de 2011 fez-me chegar às três dezenas de anos. Sou casado e tenho uma filha de 20 meses. A única dívida que temos, cá em casa, corresponde a uma prestação mensal inferior a 8 por cento do nosso rendimento médio mensal, uma vez que sempre fugimos ao crédito fácil,(...)
A vontade de procurar um futuro comum que permitisse constituir uma família, difícil de vislumbrar em Coimbra, levou-nos a sair da terra que amamos para uma terra distante e desconhecida, que apropriámos como nossa, mas que, pela inexorável insularidade, nos obriga a inúmeros sacrifícios pessoais, académicos e profissionais, numa opção que poucos aceitam assumir por medo ou simples comodismo. (...)
Leio os jornais de hoje e acompanho o movimento dos indignados e, constatando as imagens das manifestações no dia de hoje, percebo que é suposto que, enquanto jovem adulto, pai de uma bebé, me sinta indignado, enfurecido contra tudo e todos. Não me sinto. Sinto-me amorfo, sinto-me preocupado, sinto-me, mais do que indignado, amputado. Amputado de uma perspectiva de futuro sólida, amputado do sentido de esperança nesta coisa chamada Portugal, amputado de um sentimento de doce tranquilidade ao contemplar o futuro e o crescimento da Mariana. (...)
Fiz, temos feito a nossa parte. O que não me, nos impede de nos vermos ancorados a um presente e futuro dependente de decisões draconianas que alimentam uma austeridade autofágica em quem ninguém acredita, que cada vez menos é contemplada como uma solução, cada vez mais vista como um mero paliativo para um enfermo sofredor e terminal.

2 comentários :

  1. Adorei o Blog André, e seus escritos me encantaram muito.

    Parabéns!
    Denise

    Ah, este é o meu blog, se der, dá uma passadinha por lá. Abços.
    http://psicopoeta-denny.blogspot.com/

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...