quarta-feira, 1 de junho de 2011

A Indiferença - Poema de Bertolt Brecht*

Ricos e Pobres, Indiferença, Bertolt Brecht


Primeiro levaram os comunistas,
Mas eu não me importei
Porque não era nada comigo.

Em seguida levaram alguns operários,
Mas a mim não me afectou
Porque eu não sou operário.

Depois prenderam os sindicalistas,
Mas eu não me incomodei
Porque nunca fui sindicalista.

Logo a seguir chegou a vez
De alguns padres, mas como
Nunca fui religioso, também não liguei.

Agora levaram-me a mim
E quando percebi,
Já era tarde.


*Na verdade esta é uma das muitas versões de um sermão de Martin Niemöller. E não um poema de Bertolt Brecht. Deixo o título do post assim, para que quem aqui venha à procura do poema de Bertolt Brecht fique a saber que este poema lhe é erradamente atribuído.

7 comentários :

  1. Também gosto muito deste poema. Temo que nos levem a todos... Abraço

    ResponderEliminar
  2. Na internet é atribuído poema a autores por mero equívoco! Como Instantes que é atribuído a Borges outro equívoco. Muito cuidado! Há muitas indiferenças espalhadas...........

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não penso que seja por equívoco - há é pessoas sem consciência que lêem um texto qualquer de que gostam muito, e associam-lhe irresponsavelmente o nome de um autor de que "gostam"... Enfim... Eu próprio estive por causa desses textos que há pela internet, muito tempo convencido que este texto era de Bertolt Brecht - até descobrir (algum tempo depois da publicação do post) que afinal era de Martin Niemöller. Decidi manter o título, acrescentando a correcção no final do post. Assim, todas as pessoas que aqui cheguem em busca deste texto, podem desfazer o equívoco.

      Falsos textos de Fernando Pessoa, Jorge Luis Borges, Carlos Drummond de Andrade, William Shakespeare... é o que mais se encontra na internet - infelizmente... Abc

      Eliminar
  3. essa versão aí uma colagem de vários poemas. mas existem, sim, o de maiakóvski, o de brecht, o de niemöller, separadamente. com diferentes palavras e mesmo sentido. esse link sobre intertextualidade elucida a questão:

    http://www.analisedetextos.com.br/2010/10/o-que-e-intertextualidade.html

    ResponderEliminar
  4. Como Freud já dizia:
    "A internet é zica, é muito fácil atribuir frases a autores."

    ResponderEliminar
  5. Esta é a natureza humana, enquanto a raposa come a galinha do vizinho, o meu poleiro está em paz, e eu não me incomodo com a perda que assola o meu semelhante, mas é preciso ter consciência que o comodismo com o que ofende ao outro(as), permite que o ofensor se atire em nossa direção, melhor seria espantarmos este ainda no quintal do vizinho,

    MJ.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...